10 Conselhos para Buscar Emprego no Estrangeiro

Conselhos para Buscar Emprego no EstrangeiroSe você encontrou alguma oportunidade de emprego no estrangeiro é importante ter em conta várias dicas. Existem boas oportunidades para trabalhar no estrangeiro e receber um salário melhor!

Segundo várias agências de recrutamento de recursos humanos, desde o início da crise económica, o número de cidadãos que emigraram por questões laborais aumentou em 25%. Embora este valor seja alto para o nosso país, não era de esperar outra coisa, quando os empregos no exterior valorizam os profissionais competentes e permitem fazer carreira internacional. Sem contar com um salário melhor, prémios de produtividade, custo de vida similar e acesso a um contrato de trabalho mais justo para trabalhadores e empresas.

Nos próximos meses o fluxo migratório continuará a aumentar até porque estão a sair cada vez mais alunos formados com licenciatura ou mestrado, e também porque várias pessoas que estão no desemprego só conseguem encontrar trabalho se emigrarem. Já não existem mais empregos à porta de casa.

Guia para Trabalhar no Estrangeiro

Com estas mudanças todas no mercado laboral, emigrar é a saída para o desemprego ou para ter mais oportunidades de fazer uma carreira profissional de sucesso. Por isso, antes de você emigrar ou buscar emprego no exterior, pode encontrar dez conselhos para triunfar nesta fase importante da sua vida.

  1. Reflita – Antes de tudo, planeie qual é o tipo de trabalho que está a buscar, qual é a sua preparação e experiência, e se necessita de tirar formação complementar para poder desempenhar uma determinada função de forma satisfatória. Se é assim, vale a pena meter mãos à obra e adquirir os conhecimentos necessários para dar a resposta às necessidades reais do mercado de trabalho.
  2. Escolha em que país quer trabalhar – Analise fatores como o idioma, a legislação laboral, os perfis buscados e as condições sociais que vão ajudar-lhe a tomar a melhor decisão.
  3. Informe-se sobre os requisitos legais e documentação – Para isso, consulte o site do Ministério dos Assuntos Exteriores e de Cooperação ou contacte a embaixada correspondente. Assim mesmo, é recomendável que descubra se trabalhar no país escolhido vai servir para ter direito à segurança social estatal.
  4. Peça equivalência dos seus estudos – Em alguns países é necessário pedir equivalência para ter o seu grau académico.
  5. Necessita de formação profissional adicional para trabalhar no estrangeiro? Um caso que muitas vezes pode fazer-lhe perder a oportunidade de conseguir bons empregos é não saber falar o idioma do país. Aposte em cursos de idiomas se considera que esse é o seu calcanhar de Aquiles. Também tem outros aspetos que não deve deixar de ter atenção, como a necessidade de se adaptar à cultura empresarial ou aprender mais sobre o funcionamento do país.
  6. Comece a buscar ofertas de trabalho desde casa – Pode consultar o portal de empregos EURES, aceder às ofertas de emprego no estrangeiro que foram publicadas no Super Dicas ou ver outros sites relacionados com esta área.
  7. Aproveite os recursos das redes profissionais – As redes sociais para profissionais como o LinkedIn, Xing ou Viadeo são boas formas de conseguir encontrar aquilo que tanto procura no mundo profissional. Crie um perfil para se dar a conhecer às empresas.
  8. Escolha em que empresa trabalhar – Crie uma lista de empresas multinacionais com presença no país para onde quer ir trabalhar e acede ao site de recrutamento e seleção.
  9. Prepare o seu Currículo – Traduza o seu curriculum vitae para o idioma oficial do país e adapte a sua estrutura aos requisitos da oferta de emprego ou costumes do país.
  10. Prepare-se para viajar – Para fazer as entrevistas de emprego ou até mesmo para começar a trabalhar é necessário que vá até ao país onde fica a empresa para onde enviou o currículo e quer fazer-lhe uma entrevista de emprego. Normalmente, se não está no país as empresas fazem a entrevista por Skype, MSN ou telefone.

Os nossos utilizadores classificaram este artigo como

  • emprego para estrangeiros no custo justo